Wavelenght (Michael Snow)

Esse é uma referencia que a Flavia Mattos Salvador indicou. É um video chamado Wavelenght de Michael Snow de 43 minutos de uma mesma sala, em que o zoom in é tão suave e lento que chega a ser quase imperceptivel. Quando nos damos conta o video avançou e nem percebemos. O trabalho sonoro também dá esse aspecto de hipnose induzida. Conforme vai passando, o som fica mais e mais agudo até chegar ao extremo no final… mas se não avançamos a timeline com a seta do mouse, é imperceptivel a evolução do zoom in na imagem e do som grave – agudo.

http://video.google.com/videoplay?docid=-3009876496807585942&hl=pt-BR#

É exatamente essa ideia que buscamos com a fusao no documentário do deja vu. Essa transição entre as imagens deve  ser bem imperceptivel e bem suave a ponto de confundir o espectador (não evidenciar a passagem de um plano pra outro), deixando uma sensação de eterno presente (nao existe transições bruscas só coisas que se interpelam).

Essa é um pouco a sensação do Deja Vu: um eterno presente que confunde passado e futuro.

Vale apena conferir trechos desse video. Se conseguir assistir do começo ao fim me avise!

~ por felipecarrelli em 01/06/2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: